Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Gajo que Vai para Lisboa

Todos os dias, alguma merda acontece durante a hora e quarenta minutos de comuta diária entre Lisboa e Margem Sul.

O Gajo que Vai para Lisboa

Todos os dias, alguma merda acontece durante a hora e quarenta minutos de comuta diária entre Lisboa e Margem Sul.

"Bom dia para si também"

Uau. Passaram quase 3 anos desde a última vez que por aqui escrevi.
Muita coisa mudou, um pouco por todo o lado. Mudei de trabalho, de estações, de casa, de vida... mas continuo a ter de vir para Lisboa, e continua a não haver muita escolha no meio de transporte. Feliz ou infelizmente, há merdas que não mudam.

Vou voltar à minha querida Entrecampos, depois de uma violenta incursão por as CP da vida, estações esquecidas e cabos do mundo, por onde havia tanto para escrever, mas nenhum vagar. O bom filho, a casa torna. Olá Fertagus. Sim, ninguém quer saber de ti. É só interesse, porque sabes passar a ponte.

O belo do Navegante a 40 parrecos trouxe e levou algumas coisas:

 

  • Trouxe transporte acessível a inúmeras pessoas
  • Trouxe uma considerável redução de custo no orçamento familiar
  • Levou, definitivamente, a qualidade do serviço

 

Mas não levou a qualidade por ser o tipo de passe que é, nem o que isso significa em termos de procura. Levou a qualidade porque a oferta não aumentou. Falando só no operador que mais preciso, já nem pedia maior frequência de comboios, porque isso implica muita coisa. Mas custará assim tanto fazerem apenas composições de 8 carruagens em horas de ponta? Será que não há material?
Bom, para ser justo, a Fertagus fez alguma coisa em relação a isto. Mudou alguns horários e alterou algumas carruagens.

O acréscimo de clientes também aumenta a probabilidade de acontecerem coisas. Era aqui que queria chegar.

A malta anda muito, muito impaciente. Anda tudo com os nervos em franja, e a proximidade forçada tende a violar o "espaço pessoal" de cada um, signifique isso lá o que significar. Pouca coisa é agora transformada em muito, e as pequenas parvoíces que se continuam a verificar são agora amplificadas e motivo de "tenho de dar um raspanete a esta tipa".

Continuam a teimar ficar às portas, continuam a entrar pessoas sem que as que estão no comboio tenham saído, e continuam a justificar atropelamentos com a corrida às cadeiras. É natural depois que se peguem.

 

"Bom dia para si também" foi o argumento encontrado hoje por uma utilizadora incomodada, depois de um tipo a ter lembrado que "não podia acampar ali, quando estava com tanta pressa para entrar". A mulherzinha estava no corredor da carruagem, o comboio a arrancar, e afinal o gajo só queria passar para estar a menos de 1 metro e meio dela, do lado de lá.

"Acampar aqui" nem sequer tem assim tanta piada, palhacito.

Escolham as vossas lutas.

 

 

4 alarvidades

Comentar post

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D